10 ateus que mudaram de autobus

Imprimir
10 ateus que mudaram de autobus

Autor: José Ramón Ayllón
Paginas: 158
Tradução: Bernardino Henriques
Editora: Gráfica de Coimbra
ISBN: 978-972-603-499-5

Descrição:

Os ateus pensam que Deus não existe.
Os agnósticos pesam que Deus não fala.
Os crentes crêem que Deus não fica calado.

Provavelmente Deus não existe, reza a publicidade ateia de alguns autobuses europeus. Era isso que pensavam ateus e agnósticos como Chesterton e Dostoiévski, Sábato e Francis Collins, Tatiana Goricheva e C. S. Lewis, André Frossard e Edith Stein, Messoré e Narciso Yepes. Até que mudaram de opinião para a singularidade da existência de Deus.

Não deram esse misterioso passo no meio de uma vida fácil, mas em circunstâncias dramáticas de quem sofreu na carne a perseguição, a prisão ou a guerra. Eles mesmos, escritores notáveis, contam-nos a sua mudança de vida e de autobus.

José Ramón Ayllón – www.jrayllon.es é autor de livros de texto e ensaios de ética e filosofia, publicou também várias novelas juvenis e fez muitas conferências sobre a arte de educar.

O Deus de Bíblia é também o Deus do genoma.
Pode-se rezar-lhe na Catedral ou no Laboratório, porque o que criou é sublime, surpreendente, complexo e belo, e não pode estar em guerra consigo próprio. Só nós humanos e imperfeitos, podemos iniciar tais batalhas. E só nós podemos termina-las


Francis Collins